Quarta-feira
12 de Dezembro de 2018 - 
Experiência, comprometimento e Segurança.

TJDFT: Justiça Comunitária encerra “Mês da Consciência Negra” com atividades e textos reflexivos

Cine-debate realizado no dia 30/11, no Fórum de Ceilândia, marcou o encerramento das atividades do evento “Consciência Negra no Judiciário”, promovido pelo Programa Justiça Comunitária/Projeto Ubuntu, em comemoração ao Dia da Consciência Negra. Fruto de uma parceria com os participantes do curso “O Judiciário e o compromisso com a promoção da Igualdade Racial”, realizado pelo Instituto de Formação Judiciária do TJDFT, a idéia de fazer um evento comemorativo surgiu após o término do ação educacional, quando os participantes discutiram formas de dar continuidade e concretude às reflexões e dinâmicas vivenciadas no curso. Assim, a exibição do documentário “A Negação do Brasil”, de Joel Zito Araújo - que expõe a forma como o negro foi retratado na televisão brasileira, contribuindo com a manutenção do racismo estrutural –, na sexta-feira, foi seguida de debate conduzido pelos representantes do movimento negro João Nogueira e Danielle Sanchez Mutaledi, tendo contado com a participação de servidores do TJDFT, agentes comunitários de justiça e cidadania e pessoas da comunidade local. No dia anterior empreendedores negros expuseram artigos afro-brasileiros, no 9o. andar do Fórum de Brasília. Na ocasião também foram distribuídos materiais informativos sobre o tema, texto produzido por participante do curso “O Judiciário e o compromisso com a promoção da Igualdade Racial”, e Estatutos da Igualdade Racial. Estima-se que cerca de 300 pessoas transitaram pelo evento. Sobre esse movimento, a juíza Gláucia Falsarella, coordenadora do Programa Justiça Comunitária, afirma que "o Brasil jamais será um país efetivamente democrático enquanto não prestar contas com o seu passado escravocrata. Além da promoção de políticas afirmativas para a eliminação da desigualdade de oportunidades entre brancos e negros, o Judiciário deve estar aberto ao diálogo com os movimentos negros e implementar, no cotidiano, medidas que desconstruam o racismo estrutural".  Além dessas atividades, o evento produziu também uma série de textos reflexivos sobre a data, alguns dos quais disponibilizados no link Artigos, do site do TJDFT. Confira agora mais um deles, intitulado Reflexões sobre o Dia da Consciência Negra. Projeto Ubuntu Desenvolvido pelo Programa Justiça Comunitária desde 2014, o projeto Ubuntu tem como objetivo promover o debate sobre o racismo e os possíveis caminhos para seu enfrentamento no âmbito institucional e comunitário. Nesse sentido, busca capacitar os Agentes Comunitários de Justiça e Cidadania a atuarem nos conflitos envolvendo racismo, além de promover cursos de capacitação abertos à comunidade, a fim de sensibilizá-la para a questão racial, promovendo debates e reflexões sobre o tema. Ocupa, assim, lugar de destaque entre as ações estabelecidas pelo TJDFT no âmbito da cidadania, além de atender recomendação do relatório da CPI da Câmara dos Deputados sobre “Genocídio e Violência contra a Juventude Negra do DF”.  
03/12/2018 (00:00)
Visitas no site:  51718
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia